terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Puma 1800 Rallye - Puma Para Poucos


Após a participação do Rallye de Portugal em 1972, a Puma do Brasil produziu uma série para as pistas, com maior configuração do que o carro que competiu em Portugal.
Carroceria com a fibra mais aliviada, motor 1800 cc, cárter seco, reservatório de óleo diferenciado, dois radiadores de óleo, dupla carburação. Tinha ainda duas tomadas de ar abaixo do para-choques dianteiros e caixa de marchas longa, do então recém lançado SP2.
Foram produzidos somente 8 exemplares e apenas dois conhecidos dos antigomobilistas, o GTE 1800 Rallye 1972 do Rio de Janeiro e outro GTE 1800 Rallye 1973 de Belo Horizonte.
Fonte: O MAGNETO - nº30 - dezembro de 2008

3 comentários:

Helio Herbert disse...

Tive um Puma GTE comprado
em l975 novo,na época era
o máximo,gostava muito dela...
Sexta-feira fim de tarde saia do escritório em SP. e quando era 10 horas da noite já estava em Copacabana RJ.para o Happy hour
bons tempos...

Mário César disse...

Esses Puma são de um design limpo e clássico,uma verdadeira raridade...
Lembro de brincar com a minha "Jamanta Comando Eletrônico",feita pela Brinquedos Estrela,e nela tinha uma réplica exata desse carrinho,na cor verde-folha...Era um dos meus prediletos...
Depois de "crescer um bocadinho",comprei uma GTE da segunda geração,ano 1978,na tradicional cor amarelo-puma,que foi trocada por uma série de quatro GTB,sendo duas modelo S1,e outras duas do modelo S2...
Fechei o ciclo com uma maravilhosa GTC de exportação ano 1983,prata metálica,uma delícia de carrinho...
Saudades desses bólidos !!!!

Renato Bellote disse...

Belíssimo carro.